23
jun
2015
16 grandes clichês do cinema!
Categorias: Listas Radioativas • Postado por: Marcelo Silva

Clichês que amamos odiar ou que odiamos amar?

Em mais de cem anos de cinema, certos elementos tornaram-se uma espécie de padrão e modelo para todo filme. Fáceis de serem identificados, os clichês podem ser irritantes ou divertidos – tudo depende da maneira como são trabalhados e apresentados em tela.

Peguemos, por exemplo, o filme Pânico (dir: Wes Craven1996), no qual o diretor Wes Craven utilizou e abusou de todos os clichês do terror para realizar um verdadeiro exercício de metalinguagem. Todas as “regras” desse gênero cinematográfico fazem-se presente nessa obra (o assassino em série, a moça virgem, a polícia ineficiente, as mortes misteriosas e bizarras, etc.). O que Craven fez foi juntar tudo isso em diálogos divertidíssimos e memoráveis. Além de ser uma verdadeira homenagem aos grandes clássicos do medo – filmes como Halloween e Sexta-Feira 13 são referenciados -, o filme deu uma sobrevida ao gênero e constituiu-se como um ícone dos últimos anos. Basta observar as diversas paródias que vieram depois e a constante presença da fantasia do assassino em festas de Dia das Bruxas.

Por outro lado, filmes como As Tartarugas Ninja (dir: Jonathan Liebesman, 2014) apresentam clichês não por questão de opção ou estilo, mas sim por pura falta de criatividade. O resultado é um blockbuster tosco, entediante e previsível. Qualquer pessoa consegue adivinhar mais de 50% dos eventos do filme.

Dito tudo isso, vamos aos maiores – e nem sempre irritantes – clichês do cinema. Com certeza, eles estão em mais da metade dos filmes que você já viu. Se discordar ou quiser acrescentar algum, não deixe de comentar.

boring face usar no post

1. “Por que fui cair justamente quando tem um psicopata ou uma alma perversa me perseguindo?”

A moça angelical, inocente e indefesa corre desesperadamente do grande vilão do filme, seja ele um psicopata, demônio, dinossauro, alienígena, etc. Eis que o diretor opta por uma manobra GENIAL que nem o mais astuto cinéfilo seria capaz de prever: a moça cai, retardando a sua fuga e … Bem, vocês sabem que o final disso não costuma ser lá muito feliz.

2- Alienígenas sempre pousam nos Estados Unidos

Entre mais de 200 países, os alienígenas optam por pousar justamente naquele que ostenta o maior potencial militar do planeta. Claro, nada melhor do que ir ao encontro daqueles que detêm as melhores chances de derrotá-lo.

11924288_10204359981269286_4391763999943207249_n

3- Beijo ao pôr do sol

Eles podem passar pelas situações mais terríveis que se possa imaginar. Mas no final estarão lá, se beijando tranquilamente ao pôr do sol.

4 – Ninguém pega troco no táxi

Reparem bem e verão que não estou mentindo.

Pânico 4 - David Arquette e Courteney Cox

5 – Polícia em filme de terror não serve para nada

Se um dia você estiver sendo perseguido por um maníaco, fantasma ou demônio, nunca chame a polícia. Segundo os filmes de terror, ela não só é ineficaz, como também pode piorar tudo. Fica a dica.

6 – O plano do vilão

Antes de dar a golpada final no herói, o vilão perde seu tempo explicando, nos mínimos detalhes, o quão perfeito foi o seu plano maligno. É claro que, nesse meio tempo, o mocinho esboça uma reação ou é salvo por alguém – e as informações fornecidas pelo vilão acabam sendo determinantes para sua derrota.

7 – Like a boss

Com um ar triunfante, o personagem caminha rumo à câmera. Enquanto isso, tudo explode atrás dele. Vai dizer que nunca viu isso?

8 – Negros sempre são os primeiros a morrer

Repare bem e perceba que eu não minto.

9 – O cientista maluco

Todo filme de catástrofe – seja ele sobre tsunamis, alienígenas, terremotos, meteoros ou vulcões – tem o seu cientista louco e desacreditado que descobre a chave para a salvação da humanidade.

10 – Adam Sandler em busca do amor

Adam Sandler vive um cara cafajeste ou fracassado que bola um grande plano e acaba mudando sua personalidade a fim de conquistar uma determinada mulher. Preciso dizer mais?

11 – Johnny Depp interpreta um personagem excêntrico, maluco e espalhafatoso

A frase acima é auto-explicativa.

imagem 2

12 – O telefonema 

Um personagem acaba de receber um telefonema sinistro. No calor da emoção, desliga o telefone rapidamente. Ele volta a tocar. A pessoa atende aos gritos, mas, para sua surpresa, quem agora está na linha é a sua querida vovó, amiga ou o namorado.

13 – Disque Caça-Fantasmas

Uma família é assombrada por fantasmas. Um especialista no assunto é chamado para solucionar o problema. O cara sabe tudo sobre as criaturas do mal e solta frases do tipo “o que vocês estão enfrentando aqui é muito pior do que qualquer coisa que já vi” e “vocês devem deixar a casa urgentemente”.

14 – Maldito Pesadelo

Há uma cena terrível. Todo mundo é morto, a desgraça acontece, tudo dá errado. De repente, o personagem pula da cama. Era um pesadelo…

 

15 – O ponto final

O cronômetro aponta 2 segundos para o fim da partida. O jogador, então, lança a bola a uma distância de mais de 100 metros. Aí tudo fica em câmera lenta e ele faz a cesta. No fim, todo mundo pega o pontuador e o joga para o alto.

16 – A mocinha indefesa

Na tentativa de destruir o herói, o vilão sequestra a amada dele. Mary Jane e os três Homem-Aranha mandam um “alô”.

Ufa! São tantos clichês que eu me vejo impossibilitado de citar todos. Vou parar no décimo-sétimo para que os meus leitores (eles existem?) possam verificar por conta própria outros padrões presentes nas histórias e nos personagens apresentados pelo cinema.

Por fim, desejo-lhes bons filmes – e bons clichês, é claro.



Quem sou eu? Uma mistura de Walter Mitty com Forrest Gump. Um cara que tem vontade de fazer tudo o que Mark Renton fez em Trainspotting. Um cinéfilo que tem a certeza de que a vida não seria a mesma se não existisse o cinema. Diretor preferido? Assim fica difícil: amo de Zé do Caixão a Stanley Kubrick!