26
jul
2015
TOP 11 – Melhores Trilhas Sonoras Instrumentais!
Categorias: Top 11 • Postado por: Matheus Benjamin

É claro que quando se pensa em música nos filmes, pensamos em musicais ou em alguma canção que nos marcou (Hallelujah em Shrek, Unchained Melody em Ghost, What a Feeling em Flashdance, e assim por diante). Porém, aos espectadores mais desatentos é esquecido uma das abordagens mais revolucionárias e importantes do cinema hoje. Seja contemplando o espaço, criando momentos de ansiedade ou dando uma atmosfera única ao filme, as trilhas sonoras instrumentais são de suma importância para a sétima arte, tal como o roteiro, fotografia, cenários e atores – talvez até mais! Confira a lista de nós, autores do Pipoca Radioativa!

Lista por: Victor Kled

Kled

11º lugar – Se Eu ficar (R. J. Cutler, 2014)

Apesar da trilha do filme não ser 100% instrumental, as músicas com o violoncelo são muito bonitas e dão um impacto no filme, principalmente no teste da Mia. Escute aqui.

Trilha composta por: Heitor Pereira

10º lugar – Kick Ass (Matthew Vaughn, 2010)

Assim como o filme não se leva a sério, a trilha sonora acompanha o filme e faz tudo tão escrachado que chega a ser um boa trilha e que fica na lembrança após assistir o filme. Escute aqui.

Trilha composta por: Henry Jackman e Giorgio Moroder

9º lugar – Piratas do Caribe (Gore Verbinski, 2004-2006-2007 e Rob Marshall, 2011)

Todas músicas das cenas de ação dessa série de filmes são bem empolgantes, mas eu coloquei a trilha da série por causa da música tema que é sensacional e inesquecível. Escute aqui.

Trilha composta por: Klaus Badelt

8º lugar – Mad Max – A Estrada da Fúria (George Miller, 2015)

Enquanto está acontecendo uma perseguição de carros, em um dos carros tem um guitarrista tocando ao vivo a trilha sonora do filme junto com os tambores, só isso já dá muitos pontos ao Mad Max, mas a trilha do filme foi genial, trazendo a mesma insanidade do filme. Escute aqui.

Trilha composta por: Junkie XL

7º lugar – Star Wars (George Lucas, 1977-1980-1983)

Eu não sou fã da franquia, mas a música do Darth Vader e a de abertura são muito épicas, quando eu assisti o trailer do novo filme, só a música já me fez ficar arrepiado. É uma trilha que eu conheço desde antes de ter visto o filme. Também coloquei a franquia, pois a música de abertura está em todos os filmes e a do Darth Vader toca nos filmes da primeira trilogia. Escute aqui.

Trilha composta por: John Williams

6º lugar – Orgulho e Preconceito (Joe Wright, 2005)

O filme tem um tom bem leve, mesmo com todos os problemas que a protagonista enfrenta e a trilha consegue acompanhar essa serenidade e com um tom que acompanha perfeitamente o que está acontecendo no filme. Escute aqui.

Trilha composta por: Dario Marianelli

5º lugar – Batman: O cavaleiro das Trevas Ressurge (Christopher Nolan, 2012)

Essa é uma trilha que eu não posso apontar uma música, é composta por músicas bem agressivas e algumas bem meigas. Parece que o estilo da musica acompanha os dois personagens principais do filme, o Batman e a Selina. Escute aqui.

Trilha composta por: John Barry e Monty Norma

4º lugar – Harry Potter (Vários diretores, 2001-2011)

Outra franquia para a minha lista, mas não tinha como deixar essa de fora, eu cresci ouvindo a música tema de Harry Potter, não que o restante da trilha não tenha o seu valor, mas essa é outra música que me emociona quando eu ouço. Escute aqui.

Trilha composta por: John Williams

3º lugar – Vingadores: A Era de Ultron (Joss Whedon, 2015)

Assim como no primeiro filme, a trilha sonora é muito bem trabalhada e muito empolgante, principalmente nas cenas de ação. Apesar da música tema ser a minha favorita, eu foquei nesse filme porque eu achei a trilha no geral melhor do que a do primeiro. Escute aqui.

Trilha composta por: Danny Elfman e Brian Tyler

2º lugar – Interestelar (Christopher Nolan, 2014)

Quando eu assisti a esse filme, eu sai muito feliz do cinema, depois de ter assistido a uma obra tão bem feita e tão completa. Um dos pontos positivos é a trilha sonora, que em alguns pontos dava a impressão que estava dentro do filme, como na parte em que o Dr. Mann tenta acoplar a nave e o som some. Escute aqui.

Trilha composta por: Hans Zimmer

1º lugar – Cisne Negro (Darren Aronofsky, 2010)

Não tem como falar de trilha instrumental e não colocar o Cisne Negro na lista, a música é perfeita e se encaixa no roteiro do filme. Dá vontade de ficar o dia inteiro ouvindo a trilha desse filme. Escute aqui.

Trilha composta por: Clint Mansell

Lista por: Matheus Benjamin

Matheus

11º lugar – Ratatouille (Brad Bird, 2007)

A trilha deste filme é tão linda e combina tanto com a atmosfera da animação que emociona. E, embora não seja completamente instrumental é uma trilha muito alegre e precisa pra ajudar a contar a história do ratinho que gostava de cozinhar. Gosto muito do filme e a trilha sonora só contribuiu para esse sucesso. Escute aqui.

Trilha composta por: Michael Giacchino

10º lugar – 007 Contra o Satânico Dr. No (Terrence Young, 1962)

O primeiro filme de 007 tem uma trilha memorável que fica na cabeça de todo mundo mesmo depois de tanto tempo. Não é o meu favorito (dos que eu assisti) de 007, mas é uma das melhores trilhas já feitas e merecia estar neste top 11. Escute aqui.

Trilha composta por: John Barry e Monty Norma

9º lugar – O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Jean-Pierre Jeunet, 2001)

Eu conheci a trilha de Amélie Poulain antes mesmo de assistir ao filme. Eu era completamente apaixonado por Comptine d’un autre été – L’après midi e foi através dela que conheci o filme e consequentemente me apaixonei por Yann Tiersen. O cara coleciona música foda atrás de música foda. É brilhantemente minimalista e eu gosto pra caramba! Escute aqui.

Trilha composta por: Yann Tiersen

8º lugar – Whisper of the Heart (Yoshifumi Kondou, 1995)

Um dos filmes mais bonitinhos do Studio Ghibli com uma das minhas trilhas favoritas dos filmes deles. Foi difícil em escolher apenas um representante da turma de Hayao Miyazaki pra colocar na lista. O filme por si só é bem musical e apaixonante. Tem uma trilha leve e sonhadora assim como seus personagens. Inclusive a versão para a música Take me Home, Country Roads é bem bacana. E a menção honrosa a Princesa Mononoke é feita aqui. Sério, as trilhas do Studio Ghibli são lindas! Escute aqui.

Trilha composta por: Yuji Nomi

7º lugar – Central do Brasil (Walter Salles, 1998)

A trilha desse filme é tão marcante e é tão bonita que dá sempre vontade de rever e rever e rever pra sempre o filme. Todas as vezes que escuto tenho vontade de chorar ao mesmo tempo de rir por me lembrar de toda a saga de Dora e Josué. Impossível deixar a trilha desse filmaço de fora! Escute aqui.

Trilha composta por: Antonio Pinto e Jaques Morelenbaum

6º lugar – Braveheart (Mel Gibson, 1995)

Não tenho o que dizer sobre essa trilha. Ela carrega consigo todos os sentimentos que o filme transmite de forma genial e impecável. As gaitas de fole são as minhas partes favoritas. Dão todo o tom necessário ao filme, traz consigo a tristeza de certas cenas e é incrivelmente forte e lindo como tudo combina tão bem. É lógico que esse filme e essa trilha não poderiam deixar de estar nesse top 11. Escute aqui.

Trilha composta por: James Horner

5º lugar – Tubarão (Steven Spielberg, 1975)

Porra, que trilha foda é essa? John Williams tem uma coleção de trilhas fodas, mas a de Tubarão é a minha favorita. O clima de tensão construído é incrível e faz uma diferença bastante interessante no filme. Inclusive, ela já foi referenciada diversas vezes (até em Bob Esponja). Escute aqui.

Trilha composta por: John Williams

4º lugar – The Godfather (Francis Ford Copolla, 1972)
Aquele momento em que a trilha sonora se faz lembrar automaticamente do filme sem nem pestanejar. Essa trilha é uma das minhas favoritas por uma série de fatores. Acho que os climas de alta e baixa tensão provocados durante a saga da família Corleone foram bem construídos com a trilha sonora que só colabora para o sucesso magnânimo do filme. É uma trilha necessária em qualquer top de melhores trilhas e é por isso que está aqui. Escute aqui.

Trilha composta por: Nino Rota

3º lugar – Meia Noite em Paris (Woody Allen, 2011)
Todo aquele requinte exuberante que a gente sempre encontra nos filmes do Woody Allen só se comprovam ainda mais quando vamos ouvir as trilhas. A de Meia Noite em Paris é a minha favorita por uma série de fatores, um dos principais deles é a forma como o filme se inicia mostrando em pillow shot diversas imagens da capital francesa. A música é incrível e fica na sua cabeça mesmo que você não queira. Apreciem sem moderação aqui!

Trilha composta por: Stéphane Wrembel

2º lugar – Onde Vivem os Monstros (Spike Jonze, 2009)

Uma trilha fofa para um filme fofo. Embora não seja completamente instrumental e tenha diversas músicas lindas também cantadas, estas mesmas são colocadas no filme em um formato diferente a cada mudança de humor do protagonista, o querido Max. Não poderia deixar de colocar uma das mais que favoritas nessa lista. Dá vontade de chorar de tão bonita e no trailer ainda tem Arcade Fire. Amando pra sempre! Escute aqui.

Trilha composta por: Cartel Burwell e Karen O.

1º lugar – Psicose (Alfred Hitchcock, 1960)

De certa forma foi bem fácil escolher esta como a milha trilha favorita. Psicose é um dos meus filmes favoritos da vida e a trilha composta para o filme acertou em cheio todo o tom necessário para se construir ainda com mais sagacidade o clima de tensão, de suspeita, de medo. A música inicial do filme é a que mais me marcou e vira e mexe a estou cantarolando. É claro que eu não posso deixar de citar (porque seria uma heresia) a música da cena do chuveiro. Incrível, né? Escute aqui.

Trilha composta por: Bernard Herrmann

Lista por: Marcela Galvão

Marcela

11º lugar – O Grande Hotel Budapeste (Wes Anderson, 2014)

Original, divertida e plenamente condicente com o filme. Mais um belo trabalho de Alexandre Desplat. Escute aqui.

Trilha sonora por: Alexandre Desplat

10º lugar – Anna Karenina (Joe Wirght, 2012)

Eu já falei que Anna Karenina é o meu filme favorito? Então, ele é. Anna Karenina é provavelmente o filme mais visualmente belo que já vi em toda a minha vida, os figurinos, as coreografias, a fotografia… e é claro, a trilha sonora. Escute aqui.

Trilha sonora por: Dario Marianelli

9º lugar – Interestelar (Christopher Nolan, 2014)

Fui ouvir essa trilha sonora e enquanto estava fazendo outras coisas, notei que estava começando a ficar nervosa. Parei o álbum, dei risada de mim mesma. Excelente criador de tensão, mais uma obra prima de Hans Zimmer. Escute aqui.

Trilha sonora por: Hans Zimmer

8º lugar – Click (Frank Coraci, 2006)

Podem espernear, eu choro toda vez naquela cena do hospital na chuva. Pode ser uma comédia e pode ser um filme do Adam Sandler, mas Ruper Gregson-Williams acertou. Extremamente sensível e profunda, fica aqui no meu oitavo lugar. Escute aqui.

Trilha sonora por: Rupert Gregson-Williams

7º lugar – Shrek 1 (Andrew Adamson e Vicky Jenson, 2001) e 2 (Andrew Adamson, Conrad Vernon e Kelly Asbury, 2004)

Apesar da Trilha Sonora Interpretada de Shrek ser EXCELENTE, não podemos nos esquecer da instrumental, que trouxe ao mundo do ogro do pântano a magia de todos os fairy tales que conhecemos. Escute aqui.

Trilha sonora por: Harry Gregson Williams (sim, irmão do Rupert Gregson Williams)

6º lugar – Lua Nova (Chris Weitz, 2009)

Sabe a atmosfera fria e cinzenta de Forks? Sabe o sentimento de quando Bella é abandonada? Sabe quando ela CORRE PRA SALVAR A VIDA DO EDWARD??????????? *twi-hard respira*. Foi o Desplat que fez. Já to chorando de novo.

E é sério, essa vale a pena ouvir (mesmo que você não goste da série). Escute aqui.

Trilha sonora por: Alexandre Desplat

5º lugar – O fabuloso destino de Amélie Poulain (Jean-Pierre Jeunet, 2001)

Eu chuto que essa será a trilha sonora presente em todos os Tops 11. Não há como não se apaixonar pela marcante trilha sonora (e personalidade ) de Amélie Poulain. Escute aqui.

Trilha sonora de : Yann Tiersen

4º lugar – A Teoria de Tudo (James Marsh, 2014)

Confesso que, não gostei desse filme. Superestimado, uma tentativa da ex esposa ganhar dinheiro em cima da vida de Hawking e ver Eddie Redmayne ganhar de Michael Keaton foi a decepção do Oscar de 2015. Mas a trilha sonora… Todos os momentos do filme são muito bem marcados pela trilha sonora. Apesar da história ser triste, o bom humor de Hawking e o amor deste com sua esposa são encantados com a trilha sonora cheia de vida e magia. A salvação do filme. Escute aqui.

Trilha sonora por: Jóhann Jóhannsson

3º lugar – Taxi Driver (Martin Scorsese, 1936)

Devo dizer que esta trilha sonora é simplesmente brilhante. Quando penso em Taxi Driver, não consigo imaginar outra coisa se não as luzes da cidade passando através do vidro do carro de Travis Bickle, seguindo solitário ao som de um melancólico saxofone.

“All the animals come out at night – whores, skunk pussies, buggers, queens, fairies, dopers, junkies, sick, venal. Someday a real rain will come and wash all this scum off the streets. I go all over. I take people to the Bronx, Brooklyn, I take ‘em to Harlem. I don’t care. Don’t make no difference to me. It does to some. Some won’t even take spooks. Don’t make no difference to me.”

CARA, se você não leu isso com a voz do DeNiro e um saxofonezinho na sua cabeça, vá ver este filme de novo! Escute aqui.

Trilha sonora por: Bernard Herrmann

2º lugar – O Terminal (Steven Spielberg, 2004)

Todas as músicas deste filme são únicas. Levando o espectador para dentro do mundo do carismático Viktor Navorski, John Williams conseguiu com esta trilha sonora dar a leveza e pureza necessária para a história dar certo. Segundo lugar. Escute aqui.

Trilha sonora por: John Williams

1º lugar – Tempos Modernos (Charlie Chaplin, 1936)

Em uma época onde filmes não eram falados e… honestamente, precisava? Todas as músicas expressavam tudo o que precisávamos. Muitas vezes, foram as trilhas sonoras de todos os filmes de Chaplin que guiavam a história, e eram o fator cômico principal dos filmes. Eu preciso dizer mais? Nota 10. Escute aqui.

Trilha sonora por: Charlie Chaplin

Lista por: Marcelo Silva

Marcelo

11º lugar – Batman e Batman – O Retorno (Tim Burton, 1989, 1992)

O diretor Tim Burton possui uma longa história junto com o compositor Danny Elfman que envolve mais de uma dezena de filmes. Em Batman e Batman – O Retorno, temos a terceira melhor performance musical de Elfman (vocês saberão quais são as duas melhores um pouco mais para a frente). A trilha é sombria, densa e imponente, combinando bem com o homem-morcego. Não é dificil entender o porquê de ela ter se tornado um ícone. Clique aqui para escutá-la!

Trilha composta por: Danny Elfman

10º lugar – Três Homens em Conflito (Sergio Leone, 1966)

Mesmo não sendo fã de faroestes, devo confessar que a trilha de Ennio Morricone para Três Homens em Conflito, filme dirigido por Sergio Leone, merece todos os aplausos do mundo. De tão importante que é, tornou-se um ícone mundial e foi incansavelmente replicada em obras do gênero e até em desenhos animados. Clique aqui para ouvi-la!

Trilha composta por: Ennio Morricone

9º lugar – Homem-Aranha e Homem-Aranha 2 (Sam Raimi, 2002, 2004)

No que é o segundo melhor trabalho da sua carreira, Danny Elfman utiliza a sua música para incorporar dramaticidade para o Homem-Aranha do diretor Sam Raimi. Na continuação, também dirigida por Raimi, o tema principal é mantido e a jornada do herói ganha proporções ainda maiores. Você pode conferir o trabalho espetacular de Elfman aqui.

Trilha composta por: Danny Elfman

8º lugar – Réquiem Para um Sonho (Darren Aronofsky, 2000)

Um drama sobre quatro pessoas mergulhando em um espiral decadente por conta do uso de drogas necessitaria, por sua própria natureza, de uma trilha pesada e melancólica ao extremo. O compositor Clint Mansell conseguiu essa façanha. Usada em, basicamente, três momentos-chave da narrativa de Réquiem Para um Sonho, a música é de causar agonia em qualquer um – e, dificilmente, sai da cabeça. Não deixe de ouvi-la aqui.

Trilha composta por: Clint Mansell

7º lugar – Psicose (Alfred Hitchcock, 1960)

De uma qualidade inquestionável, a trilha de Psicose merece toda a sua fama mundial e atemporal. Bernard Hermann inovou ao criar essa composição angustiante que dispensa comentários. Ouça aqui.

Trilha composta por: Bernard Hermann

6º lugar – Trilogia Homens de Preto (Barry Sonnenfeld, 1997, 2002, 2012)

Para fechar a participação do genial Danny Elfman no meu top 11, cito aqui a trilha dos três Homens de Preto, uma das franquias mais divertidas da história do cinema. Empolgante e dinâmico parece ser um adjetivo pobre para descrever o trabalho que o compositor fez na trilogia dirigida por Barry Sonnenfeld. A música permanece praticamente a mesma nos três filmes – no terceiro, Elfman mistura insere uns toques de guitarra e umas batidas diferentes, mas a estrutura é semelhante. Clique aqui para ouvir.

Trilha composta por: Danny Elfman

5º lugar – Jogos Mortais (James Wan, 2004)

Arrisco-me a dizer que Jogos Mortais é o Psicose do século XXI. A trilha assinada por Charlie Clouser causa um frio na espinha do mais destemido espectador ao expressar toda a psicopatia do personagem principal por meio de batidas pesadas. O resultado é incrivelmente assustador. Escute aqui.

Trilha composta por: Charlie Clouser

4º lugar – Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros (Steven Spielberg, 1993)

Eis uma trilha que não poderia faltar. John Williams é considerado por muitos como o maior compositor de cinema vivo. Para não me estender muito (poderia fazer um top 11 só de trilhas dele!), escolhi a música-tema de Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros. Com notas suaves e que vão num ritmo crescente, ele conquista o espectador remetendo ao lado mais infantil e aventureiro do espírito humano. Vale a pena conferir aqui.

Trilha composta por: John Williams

3º lugar – Pequena Miss Sunshine (Jonathan Dayton & Valerie Faris, 2006)

Pequena Miss Sunshine é um filme que parece simples e despretensioso, mas que se mostra gigantesco em sua abordagem. Grande parte da graça da obra é oriunda de sua trilha sonora. Leve e emocionante, a música é capaz de arrancar lágrimas de qualquer um. Vale a pena ser conferida aqui.

Trilha composta por:  DeVotchKa e Mychael Danna

2º lugar – Trilogia O Cavaleiro das Trevas (Christopher Nolan, 2005, 2008, 2012)

Se a trilha do Batman da década de 1980 e 90 tinha seu charme, a da trilogia O Cavaleiro das Trevas é poderosa ao extremo. Composta em uma parceria entre Hans Zimmer e James Newton Howard nos filmes Batman Begins e O Cavaleiro das Trevas, e em solo por Zimmer em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, a música faz parte de uma revolução no cinema de adaptações de quadrinhos. Uma vez ouvida, é difícil de tirá-la da cabeça. Você pode escutar as várias faixas dos três filmes aqui.

Trilha composta por: Hans Zimmer e James Newton Howard

1º lugar – A Viagem (Andy Wachowski, Lana Wachowski e Tom Tykwer, 2011)

Não tenho palavras para descrever a trilha de A Viagem. Os compositores Tom Tykwer (que também é um dos diretores), Johnny Klimek e Reinhold Heil receberam algum tipo de inspiração divina na hora de escrevê-la. Diferente de tudo que eu já vi em vários anos assistindo a filmes. A produção musical mais encantadora da face da Terra – tão encantadora que eu chego ao ponto de dizer que valeu a pena ter vivido para escutá-la! Faça um favor a si mesmo e deixe o sexteto Cloud Atlas entrar em sua vida clicando aqui.

Trilha composta por: Tom Tykwer, Johnny Klimek e Reinhold Heil

Menções honrosas (por pouco não entraram na lista): série Piratas do Caribe, série Harry Potter, trilogia O Senhor dos Anéis, Shame, O Terminal, Monstros S.A., Madagascar, E.T. – O Extraterrestre, O Exorcista, Central do Brasil, etc.

Lista por: Lucas Rocha

Lucas

11º – Réquiem Para um Sonho (Darren Aronofsky, 2000)

Escute aqui.

Trilha composta por: Clint Mansell.

10º lugar – Batman – O Cavaleiro das Trevas (Christopher Nolan, 2008)

Escute aqui.

Trilha composta por: Hans Zimmer.

9º lugar – A Viagem de Chihiro (Hayao Miyazaki, 2001)

Escute aqui.

Trilha composta por: Joe Hisaishi.

8º lugar – Jurassic Park – O Parque dos Dinossauros (Steven Spielberg, 1993)

Escute aqui.

Trilha composta por: John Williams.

7º lugar – Star Wars – Episódio IV – Uma Nova Esperança (George Lucas, 1977)

Escute aqui.

Trilha composta por: John Williams.

6º lugar – Princesa Mononoke (Hayao Miyazaki, 1997)

Escute aqui.

Trilha Composta por: Joe Hisaishi.

5º lugar – O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei (Peter Jackson, 2003)

Escute aqui.

Trilha composta por: Howard Shore.

4º lugar – Laputa – O Castelo no Céu (Hayao Miyazaki, 1986)
Escute aqui.

Trilha composta por: Joe Hisaishi.

3º lugar – Cinema Paradiso (Giuseppe Tornatore, 1990)
Escute aqui.

Trilha composta por: Ennio Morricone

2 – Três Homens em Conflito (Sergio Leone, 1968)
Escute aqui.

Trilha composta por: Ennio Morricone

1º lugar – O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Jean-Pierre Jeunet, 2001)

Escute aqui.

Trilha composta por: Yann Tiersen.

Lista por: Victor Hugo

Victor

11º Lugar – A Saga Crepúsculo: Eclipse (David Slade, 2010)

Já começamos bem né? Enfim, perdoem-me por sempre defender o indefensável, mas acho que até os mais detestadores de Crepúsculo reconhecem a qualidade da trilha sonora da saga, tanto instrumental quanto a interpretada. Poderia dizer mais, mas tem mais Crepúsculo por vir nessa lista amigos… Escute aqui.

Trilha composta por: Howard Shore

10º Lugar – Crepúsculo (Catherine Hardwicke, 2008)

Sim, já veio na próxima colocação! Desculpem, mas nada melhor do que “Bella’s Lullaby” para embalar essa linda história de amor não é mesmo? É sério, vale a pena dar uma chance! (ainda tem mais Crepúsculo por vir…). Escute aqui.

Trilha composta por: Carter Burwell

9º Lugar – O Grande Hotel Budapeste (Wes Anderson, 2014)

Wes Anderson só é Wes Anderson se tiver Desplat na trilha não é mesmo? E nada melhor do que o último e divertidíssimo trabalho dele pra nos provar isso. Escute aqui.

Trilha composta por: Alexandre Desplat

8º Lugar – Shrek (Andrew Adamson e Vicky Jenson, 2001)

O que dizer sobre a trilha sonora de Shrek? Apesar de ser enfraquecida quando compara a trilha de intérpretes, não podemos deixar de valorizar essa trilha sensacional. (Vale a pena lembra que a dos filmes que seguem também tem trilhas sensacionais). Escute aqui.

Trilha composta por: Harry Gregson Williams

7º Lugar – O Senhor dos Anéis (Peter Jackson, 2001, 2002 e 2003)

Como toda série épica, Senhor dos Anéis tem uma trilha sonora extremamente condizente com seu ritmo e narrativa, fazendo das incríveis cenas ainda mais memoráveis. Escute aqui.

Trilha composta por: Howard Shore

6º Lugar – A Saga Crepúsculo: Lua Nova (Chris Weitz, 2009)

Prometo que não falo mais de Crepúsculo! Desculpem-me, mas o que seria do coração das jovens adolescentes que choraram junto com Bella no cinema quando Edward a abandonou sem a ajudinha de Desplat? Trata-se sim de uma trilha excepcional que merece ser conhecida. Escute aqui.

Trilha composta por: Alexandre Desplat

5º Lugar – Across The Universe (Julie Taymor, 2007)

O mais interessante sobre esse filme é algo que provavelmente todos já sabem, mas todas as suas músicas foram re-interpretações de clássicos dos Beatles, e não foi diferente com a trilha instrumental e é simplesmente fascinante o quanto esse filme conseguiu encaixar cada música de forma tão inteligente dentro da narrativa. Com certeza merece estar na lista! Escute aqui.

Trilha composta por: Elliot Goldenthal

4º Lugar – Pequena Miss Sunshine (Jonathan Dayton e Valerie Faris, 2006)

Se formos pensar em ‘Pequena Miss Sunshine’ como um filme grandioso dentro de sua simplicidade, a trilha sonora com certeza segue esse mesmo padrão, e é simplesmente impossível não se lembrar de várias cenas (sejam elas cômicas ou trágicas) sem sermos embalados pela música que nos toca fortemente. Assim como o todo do filme. Escute aqui.

Trilha composta por: Mychael Danna

3º Lugar – O Poderoso Chefão (Francis Ford Coppola, 1972, 1974 e 1990)

Outro filme memorável que é simplesmente impossível se lembrar sem falar da trilha sonora é a incrível trilogia The Godfather (cujo me recuso a repetir a o título da tradução). Só de lembrar o comecinho de cada filme, quando aparece o título de cada um, a associação é imediata. Vale lembrar que o compositor original das trilhas faleceu em 1979, antes da produção do último filme da série que passou para o pai de Francis, o que não diminuiu de forma alguma a qualidade da trilha. Escute aqui.

Trilha composta por: Nino Rota (1972 e 1974) e Carmine Coppola (1990)

2º Lugar – Up: Altas Aventuras (Pete Docter e Bob Peterson, 2009)

Pensar em ‘Up: Altas Aventuras’ sem se lembrar da incrível sequência musical que nos introduz a história é praticamente impossível, e a trilha composta por Giacchino merece todas as odes possíveis por essa animação que ouso dizer, não seria nada sem a incrível trilha. Escute aqui.

Trilha composta por: Michael Giacchino

1º Lugar – 2001: Uma Odisseia no Espaço (Stanley Kubrick, 1968)

Chegamos então ao clássico dos clássicos da ficção científica (e para mim, da história do cinema, mas essa é outra discussão) e mais uma vez, já nos lembramos da música que embala a sequência inicial dos homens macacos. Mas o mais interessante de tudo isso, é que não se trata de uma trilha original composta por um ou mais compositores, e sim de várias músicas clássicas escolhidas a dedo pelo próprio Kubrick. Você muito provavelmente já conhece a história de que uma trilha original chegou a ser composta, mas Stanley simplesmente não gostou e fez sua própria, e como na maioria das vezes, ele estava certo. Escute aqui.

E vocês? Quais são as trilhas sonoras instrumentais mais marcantes em filmes?



Fã de Miyazaki, Villeneuve, Aïnouz, Salles, Mendonça Filho, Von Trier, Thomas Anderson, Haneke e Bergman. Dirigi dois curta-metragens “A-Ma-La” e “Senhor Linux e sua Incrível Barba” e produzi outros tantos, entre eles “Alice.”, pela Pessoas na Van Preta.