05
set
2015
TOP 11 – Melhores Trilhas Sonoras Cantadas!
Categorias: Top 11 • Postado por: Marcela Galvão

Assim como nas trilhas sonoras instrumentais, as cantadas – independente de terem sido feitas para o filme (trilhas originais) ou não marcam tanto a nossa vida quanto. Criar uma playlist para um filme exige o estudo do momento, público alvo, características das personalidades e é claro, estilo 8-).

Aqui vão as listas das melhores trilhas sonoras cantadas feitas pelos autores do nosso popcorn. Divirta-se!

Lista por: Marcela Galvão

Marcela

11º lugar – O diário de Bridget Jones (Sharon maguire, 2001) e Bridget Jones – No limite da razão (Beeban Kridon, 2004)

Eu sou suspeitíssima para falar desses dois aqui pelo fato de serem minhas comédias românticas favoritas. Mas não há como negar que a trilha sonora casa perfeitamente com o filme. Desde a introdução de “All by Myself” com Renée  Zellweger cantando de pijamas até em “Bridget Jones – No limite da Razão” com Mark Darcy e Daniel Cleaver brigando ao som de “I Believe in a Thing Called Love”. As músicas fazem você vibrar e torcer pelos personagens, deixando tudo mais divertido. Escute aqui e aqui.

10º lugar – 10 Coisas que eu odeio em você (Gil Junger, 1999)

Aí, outro em que eu sou suspeita. Kat Stratford era quem eu queria ser quando adolescente e Patrick Verona era quem eu queria namorar. No auge do meu gosto por Riot Grrrl, assisti 10 thing I Hate About You e pensei: “é, é isso mesmo”. Com uma trilha sonora toda jovem e com a declaração de amor que toda menina quer ter, fica aí em 10º lugar. Escute aqui.

9º lugar – Jovens, loucos e rebeldes (Richard Linklater, 1993)

OK, OK. EU ADORO FILMES ADOLESCENTES! Poderia ter feito um top só de trilhas de filmes adolescentes. Mas temos que concordar que o não-tão-conhecido-aqui-no-Brasil, Dazed & Confused, além de ter aberto portas para a maioria dos atores famosos de hoje (Matthew McConaughey, Ben Aflleck e outros), tem uma trilha sonora Rock’n’Roll sensacional. Porque, sério: quem não ia querer terminar as aulas ao com de School’s out? Escute a trilha aqui.

8º lugar –  Drive (Nicolas Winding Refn, 2011)

Devo confessar que sempre achei Drive um tanto quanto superestimado. Óbvio, Ryan Gosglin, a paleta de cores, as sequências em slowmotion…tudo excelente, mas o big deal do rolê é sem dúvida a trilha sonora. Escute aqui.

7º lugar – Forrest Gump: O Contador de Histórias ( Robert Zemeckis, 1994)

Com a narração em off de Tom Hanks e inciando uma música 70s a cada nova história que Forrest contava, é assim que me lembro de uma das melhores sequências e montagens do cinema. Eu reafirmo: Forrest Gump é um dos mais originais e melhores filmes que já existiu.  Passando por 3 décadas, Forrest Gump absorve tudo o que houve de importante e marcante nestas. Uma triha com Elvis Presley, The Mamas and The Papas, The Beach Boys, Lynyrd Skynyrd e assim por diante obviamente não ficaria de fora. Escute aqui.

6º lugar – Shrek 1 (Andrew Adamson e Vicky Jenson, 2001) e 2 (Andrew Adamson, Conrad Vernon e Kelly Asbury, 2004)

Shrek foi o primeiro filme da DreamWorks que realmente estourou. Um dos motivos, creio eu, é que não só chamava a atenção das crianças, mas também a de seus pais, e a trilha sonora ajudou a isso. A partir de Shrek, diversos outros filmes começaram a buscar trilhas sonoras ricas e diferentes, que agradasse tanto as crianças quando aos adultos. Bah, vocês conhecem a trilha, sabem que ela é FODA. Escute aqui.

5º lugar – Crepúsculo (Catherine Hardwicke, 2008) e Lua Nova (Chris Weitz, 2009)

Até mesmo quem não é fã da saga gosta. As trilhas foram  minunciosamente feitas com cantores e bandas até então não tão conhecidos – lembram-se de quem estourou com Crepúsculo? Isso mesmo, Paramore! OK Go, Muse, Editors e outras bandas alternativas também fazem parte. Talvez a trilha da saga seja a única coisa não piegas da história, rs. Escute aqui e aqui.

4º lugar –  Quanto mais idiota melhor 1 ( Penelope Spheeris, 1992)  e Quanto mais idiota melhor 2 (Stephen Surjik, 1993)

Lembram lá no nº 11 quando eu disse que Bridget Jones é a minha comédia romântica favorita? Pois bem, Wayne’s World é minha comédia favorita. Tirando as vezes em que ele surpreeendtemente passava no FX, é pouquissimo conhecido aqui. Wayne’s World 1 “só” tem a participação de Alice Cooper fazendo algumas piadas e  2 “só” tem Aersmith no final. E como esquecer a clássica cena de Bohemian Rhapsody? Estes são dois filmes que realmente souberam usar a ferramenta da soundtrack. Escute aqui.

3º lugar –  Guardiões da Galáxia (James Gunn, 2014)

Sejamos honestos: ninguém teria gostado tanto do filme se não fosse a trilha. Encerro a minha defesa, meritíssimo. Escute aqui.

2º lugar –  Kill Bill vol. I e II (Quentin Tarantino, 2004)

Não poderíamos esperar menos de um diretor que algums vezes, primeiro pensa na música para depois criar a cena. Para vocês terem noção, a trilha sonora do filme foi também responsável por lançar no mercado mundial a banda japonesa The 5.6.7.8’s. E hoje, se você sentar para assistir televisão por algumas horas, não fica sem ouvir “Woo Hoo”. As músicas são divertidas, inusitadas… uma criação original vinda de muitas influências – that’s Tarantino. Escute aqui.

1º lugar –  Na Natureza Selvagem (Sean Penn, 2007)

Eddie Vedder com certeza conseguiu captar toda a beleza de Into the Wild. Acoplada às belas cenas das paisagens do Alasca, a trilha sonora criada por Eddie Vedder é profunda e tocante, funcionando como a voz interior de Christopher Mccandless, fazendo as críticas que Supertramp tanto afirmava sobre a sociedade e narrando a caminhada do aventureiro. Genial. Escute aqui.

Menções honrosas: gente, vocês não sabem como é dificíl criar uma lista e não pode colocar tudo o que você quer procurei deixar de lado algumas trilhas sonoras em que o filme por si só já tinha como enredo a música ou outras que me marcaram, mas que não gosto taanto assim da musica em si minha menção honrosa fica com: Lisbela e o Prisioneiro, The Runaways, Easy Rider, Alta Fidelidade, Spirit – O Corsel Indomável Natural Born Killers, O casamento do meu melhor amigo, Space Jam ( UH PUMP IT JAM, PUMP IT UP), Os Infiltrados e Cães de Aluguel.

Lista por: Maisa Carvalho

 

11º lugar- Crepúsculo (Catherine Hardwicke, 2008)
Podem falar o que quiserem da Saga Crepúsculo, mas se tem uma coisa em toda a franquia que sempre foi de muita qualidade, essa coisa é a trilha sonora. Mesmo que em último lugar, vale a pena estar nessa lista.
A responsável por escolher essa trilha maravilhosa, é Alexandra Patsavas. Escute aqui.

10º lugar – As Vantagens de Ser Invisível (Stephen Chbosky, 2012)
A trilha, como tudo no filme, é bem bonitinha, e Michael Brook (responsável pelas músicas do filme) escolheu músicas que combinam bastante com o mundo jovem e bem peculiar deste filme. Escute aqui.

9º lugar – Pequena Miss Sunshine (Jonathan Dayton e Valerie Faris, 2006)
O filme é lindo e maravilhoso. A trilha, não poderia ser diferente, muito bem composta com as cenas, foi composta originalmente para o filme pelo grupo DeVotchka e muito bem escolhida, com cuidado para combinar bastante com o filme. Escute aqui.

8º lugar- Tudo Acontece em Elizabethtown (Cameron Crowe, 2005)
Não basta ser um filme do Cameron Crowe, esse filme tem Kirsten Dunst e Orlando Bloom no elenco, e com certeza é um dos filmes mais lindos que já assisti na vida. A trilha não fica para trás, é linda e se encaixa perfeitamente nas cenas durante todo o filme. A trilha original é composta por músicas de diferentes artistas e escolhidos pelo próprio diretor. Escute aqui.

7º lugar- Lua Nova (Chris Weitz, 2009)
Olha a Saga Crepúsculo aí de novo! Sorry not sorry, a de Lua Nova é ótima também. Com músicas maravilhosamente escolhidas por Alexandra Petsavas (novamente) e com ótimas faixas que passam por Muse, The Killers e Death Cab for Cutie (<3 <3 <3), entre outros. Escute aqui.

6º lugar- Juno (Jason Reitman, 2007)
Desde a primeira música, a de abertura do filme, Juno começa muito bem. Daí para frente, só vai melhorando. O filme inteiro tem músicas excelentes, sem o que discutir! A última música que aparece no filme, “Anyone Else but You” da banda The Melody Peaches, foi genialmente posta no filme com a performance dos atores principais, Michael Cera e Ellen Page, não tem como não amar aquela cena mais fofa: “we sure are cute for two ugly people” <3  Escute aqui.

5º lugar- Maria Antonieta (Sofia Coppola, 2006)
Não poderia faltar aqui algum filme da Sofia Coppola, ela sempre tem muito cuidado ao escolher as trilhas de seus filmes, particularmente, as melhores são de Maria Antonieta e Um Lugar Qualquer, mas para não ficar um repeteco de diretores, elegi Maria Antonieta. O motivo é simples, embora todos os filmes dela tenham trilhas maravilhosas, este em particular, é um filme que se passa no século XVI e a trilha é bastante atual para o ano em que o filme foi lançado e isso faz toda a diferença. A maioria de filmes clássicos têm uma trilha quase inteiramente instrumental, para ficar mais “adequada” para a época retratada pelo filme. Este consegue ser maravilhoso e se destacar exatamente por ter uma trilha que é a única coisa que foge da temporalidade da história. Escute aqui.

4º lugar- 500 Dias com Ela (Marc Webb, 2009)
Um dos filmes mais fofos de todos os tempos, o jeito todo lindinho do Tom e blasé da Summer conquistaram muita gente. Mas não só é um filme fofo daqueles que não enjoam. Até por ter um final de certa forma realista (sem spoilers por aqui), o filme é bem agradável e diferente dos filmes românticos com os quais nos acostumam ano após ano (obrigada Nicholas Sparks). A trilha é simplesmente maravilhosa, não tem quem diga o contrário, é linda e tem tudo a ver com o filme e as personagens. Escute aqui.

3º lugar- Eclipse (David Slade, 2010)
Oops I did it again! Sem hate, galera. Eclipse é (para mim, obviamente) o filme mais bem feito de toda a franquia e a trilha é a mais amor. Também produzida brilhantemente por Alexandra Patsavas, a trilha de Eclipse é uma das melhores já ouvida por esta que vos escreve. Muito boa, ela consegue colocar novamente Muse e The Killers e desta vez, com Florence and The MAchine, The Black Keys e Cee Lo Green. E olha que dá muito certo. A minha favorita, pessoalmente falando, e com certeza uma das melhores trilhas que existe por esse mundão tão grande do cinema. Escute aqui.

2º lugar- Mesmo se Nada der Certo (John Carney, 2013)
Sem dúvida alguma, um dos filmes mais lindos da vida. A trilha composta originalmente para o longa, é interpretada exclusivamente por Keira Knightley e Adam Levine, com uma única faixa especial de Cee Lo Green. Ela é composta por letras absurdamente lindas que são perfeitas e essenciais para a história. Begin Again é um filme sobre recomeço, sonhos e mais do que tudo, sobre música. Escute aqui.

1º lugar- Submarine (Richard Ayoade, 2010)
O filme não é dos meus favoritos, confesso. A trilha, essa é, com certeza, a melhor que já ouvi até hoje. A melodia é calma e muito bonita, as letras, compostas originalmente para o filme pelo maravilhoso Alex Turner (bebê <3), são sensacionais. Não são boas, são sensacionais! Com menos 20 minutos e 6 faixas, a trilha é bem simples, mas linda de morrer, não existe nela uma única música ruim, e quem disser que existe, está mentindo. Faça um favor a si mesmo, escute e preste atenção em todas as músicas desta trilha que não poderia estar em outro lugar senão o primeiro. Escute aqui.

Lista por: Lucas Da Rocha

Lucas

11º lugar – A Vida Secreta de Walter Mitty – 2013 – Direção: Ben Stiller.
Com músicas escolhidas pelo próprio Ben Stiller, temos uma trilha sonora otimista que combina totalmente com o clima do filme, com músicas de David Bowie, Of Monsters and Men, José González, Arcade Fire, entre outros artistas, um setlist alternativo e agradável de se ouvir durante o longa. Escute aqui.

10º lugar – O Rei Leão – 1994 – Direção: Roger Allers e Rob Minkoff.
Com canções memoráveis compostas por Elton John, “O Rei Leão” marca a era de ouro da disney nos anos 90, destaque para a música “Can you feel the love tonight”, que ganhou o Oscar de 1995 na categoria “Melhor canção original”, vale dizer que nessa edição do Oscar, três das cinco músicas indicadas eram desse filme, enfim, um clássico. Escute aqui.

09º lugar – Guardiões da Galáxia – 2014 – Direção: James Gunn.
Talvez o maior clichê dessa lista, mas é difícil encontrar alguém que não se surpreendeu com a “Awesome Mix Vol.1”, uma boa sacada que ajudou a harmonizar o clima cômico e despretensioso do filme, a trilha sonora do filme fez tanto sucesso, que músicas de artistas dos anos 60 e 70 como Blue Swede, Raspeberries, Marvin Gaye, Jackson 5 e The Runaways voltaram a virar hit, porém para a nova geração. Escute aqui.

08º lugar – The Wonders – O Sonho Não Acabou – 1996 – Direção: Tom Hanks.
Foi minha escolha mais curiosa, o filme sobre a banda one hit wonder é quase todo embalado pela música “That Thing you Do”, da banda fictícia “The Wonders”, digo que foi a escolha mais curiosa pois não uma variedade de músicas durante o longa, mas sim uma música que além de deixar o clima do filme ainda mais divertido, vira um chiclete que gruda na cabeça por horas após ouvir. A música também ganhou o oscar de canção original no ano seguinte, e virou um hit que transcendeu o filme. Escute aqui.

07º lugar – Boyhood – Da Infância a Juventude – 2014. Direção: Richard Linklater.
Durante essa façanha de dirigir um filme por doze anos, foi escolhido um setlist preparado para auxiliar o espectador a se localizar durante a passagem de tempo, trazendo músicas de várias épocas da últimas décadas, que começam em Coldplay, passam por The Hives, Phoenix, Lady Gaga, Gotye, Britney Spears, entre muitas outra, e terminam com a apoteótica “Deep Bluse” do Arcade Fire”, enfim, a trilha sonora foi o aspecto que mais marcou no filme, por isso entrou na minha lista. Escute aqui.

06º lugar – Django Livre – 2013 – Direção: Quentin Tarantino.
Foi quase impossível pensar em trilha sonora cantada sem pensar em Tarantino, me lembrei de como acho a trilha sonora de “Django Livre” sensacional, as músicas dão um contexto histórico ao filme de forma audaciosa, colocando muito R&B, Hip Hop e blues dentro de um western, ornando de forma incrível com o clima do filme. Além de black music, algumas músicas como “Ancora Qui” e “Trinity” que encerram o filme, trazem de volta alguns dos temas clássicos de faroeste. Desde que vi, não tiro a ost de Django do meu celular. Escute aqui.

05º lugar – Quase Famosos – 2000 – Direção: Cameron Crowe.
De um dos meus diretores favoritos da atualidade, “Quase Famosos” é quase uma auto biografia do diretor, poderia falar sobre tudo que adoro nesse filme, mas o foco aqui é a trilha sonora, que é sublime, o setlist mais rock n roll da minha lista contém músicas incríveis de Simon & Garfunkel, The Who, The Beach Boys, Lynyrd Skynyrd, Led Zeppelin, Yes e de muitas outras bandas que compõe o clima anos 70 do filme. Destaque para cena apoteótica onde começa a tocar Tiny Dancer do Elton John. Escute aqui.

04º lugar – 8 Mile – Rua das Ilusões – 2002 – Direção: Curtis Hanson.
Protagonizado por Eminem, o filme usa de algumas situações da vida do rapper para dar algumas nuances na história de Jimmy (pois é, por anos eu achei que se tratava de uma cinebiografia do Eminem), de qualquer forma, é um filmaço e com uma trilha sonora irada (minhas tentativas falhas de usar gírias). Obviamente composta por hip hop, temos entre as faixas, músicas de D-12, Young Zee, 50 cent e claro o próprio Eminem, que compôs a música “Lose Yourself” para o filme, ganhou o Oscar de canção original e se tornou um dos maiores hits daquele ano. Escute aqui. Escute aqui.

03º lugar – Kill Bill: Vol.1 – 2003 – Direção: Quentin Tarantino.
Tarantino de volta na lista, dessa vez com sua homenagem aos filmes de Kung Fu, e como sempre, com um setlist audacioso porém sensacional! Talvez a trilha sonora mais variada em estilos da lista, com músicas que vão de Nancy Sinatra a versão de Don’t let me be Misunderstood da banda Santa Esmeralda, passando por Zanfir (okay, essa é instrumental, mas ela acaba conectando todas as trilhas cantadas de estilos diferentes de uma forma bem curiosa). Outra trilha sonora que não sai do meu celular. Escute aqui.

02º lugar – Drive – 2012 – Direção: Nicolas Winding Refn.
Um dos filmes que considero tesourinhos do cinema atual, Drive é um filme estiloso, tanto visualmente quanto em sua trilha sonora, com muito sintetizador e músicas fantásticas como “Nightcall” do produtor Kavinsky, “A Real Hero” composta pelo College junto a Electric Youth ou “Under Your Spell” do Desire, complementam o clima estiloso e old scholl do filme junto a trilha instrumental de Cliff Martinez. Tudo combina tão bem que com uma simples cena de um cara dirigindo durante a noite conseguiu me levar as lágrimas por tamanha perfeição. Escute aqui.

01º lugar – Trainspotting – Sem Limites – 1996 – Direção: Danny Boyle.

Não consigo ficar indiferente quando o assunto é a trilha sonora desse filme, poderia escrever um texto gigante relacionando cada letra as cenas e tudo mais, mas só pela seleção feita por Danny Boyle, já merece a primeira posição da minha lista. O filme conta com faixas de Iggy Pop, New Order, Blur, Primal Scream, Lou Reed, artistas bem diferentes que potencializam as cenas perturbadoras do filme, ou deixam tais cenas perturbadoras mais leves, como na incrível sequência em que toca Perfect Day do Lou Reed, uma música calma e triste para uma cena sádica de um cara totalmente entorpecido. Enfim, quem não conhece o filme, vale a pena correr atrás dele e de sua trilha sonora. Escute aqui.

Lista por: Marcelo Silva

Marcelo

11º lugar- Pulp Fiction: Tempo de Violência (dir: Quentin Tarantino, 1994)

Quentin Tarantino nunca erra. Além de Pulp Fiction ser uma verdadeira aula de direção, atuação e roteiro, ainda há a impecável trilha cantada, que confere uma atmosfera pop ao filme. Como são tantas músicas boas, sinto-me impossibilitado de comentar especificamente uma. Escute aqui (já aviso que a primeira é sensacional!)

10º lugar – Transformers (dir: Michael Bay, 2007)

Transformers está longe de ser um filme bom. Contudo, eu tenho que elogiar a escolha musical de Michael Bay. Se não consegue desenvolver nem um fiapo de roteiro, o diretor, pelo menos, demonstra bom gosto em termos de música. O meu destaque aqui fica por conta de What I’ve Done, da banda de rock Linkin Park. É incrível como a inserção dessa simples trilha cantada dá um clima mais cool ao que vemos em cena. Escute aqui

9º lugar – Trilogia Toy Story  (dir: John Lasseter, Ash Brannon e Lee Unkrich, 1995, 1999, 2010)

Toy Story é uma trilogia impossível de não amar. Como se o carisma dos personagens não fosse suficiente, ainda temos a nostálgica trilha cantada que compõe os três filmes. Em meio a tantas músicas boas, a melhor é a suave e deliciosa You’ve Got a Friend in Me, de autoria de Randy Newman. Escute aqui

8º lugar – 007: Operação Skyfall (dir: Sam Mendes, 2012)

Um filme que tem a poderosa voz de Adele na trilha não precisa de mais nada. Se me lembro bem, Skyfall é a única canção do filme – e, cá entre nós, qualquer coisa a mais não chegaria aos pés do trabalho cantora britânica! Escute aqui

7º lugar – O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (dir: Peter Jackson, 2012)

Se, em O Senhor dos Anéis, já tinhamos canções excelentes, em O Hobbit, Peter Jackson mostrou mais uma vez o seu talento para agradar aos ouvidos do espectador. Além da música dos anões, há também a tocante The Lonely Mountain, criada pelo neozelandês Neil Finn. Escute aqui

lugar – Mandela – O Caminho Para a Liberdade (dir: Justin Chadwick, 2013)

U2. Pronto, não há mais nada que possa desqualificar a trilha de Mandela – O Caminho Para a Liberdade. Aparentemente abstrata, a letra da canção Ordinary Love casa perfeitamente com os ideais e a história do líder sul-africano. Meus olhos encheram-se de lágrimas quando eu vi essa música perder o Oscar para a irritante e superestimada Let it Go, de Frozen. Os ritmos africanos que embalam o filme também têm seu charme. Escute Ordinary Love aqui

5º lugar – Hotel Ruanda (dir: Terry George, 2004)

Hotel Ruanda é um dos meus filmes preferidos (e, lamentavelmente, um dos mais subestimados na história do cinema). Entre as várias qualidades da obra, destaco Million Voices. Cantada por um coral ruandês, a música consegue expressar toda a tristeza e dramaticidade que permeia a narrativa. Escute aqui.

4º lugar – Titanic (dir: James Cameron, 1997)

Uma presença obrigatória nessa lista, Titanic é um filme épico em todos os aspectos, incluindo aí a música. Como uma pequena amostra, deixo a premiadíssima My Heart Will Go On, de Céline Dion. Escute aqui

3º lugar – Armageddon (dir: Michael Bay, 1998)

Steven Tyler soltando a voz em I Don’t Want to Miss a Thing. Uma música de uma sensibilidade singular que me fez chorar em um filme piegas como Armageddon. Isso já é o bastante para ela ocupar o terceiro lugar no meu top. Escute aqui

2º lugar – O Grande Gatsby (dir: Baz Luhrmann, 2013)

Um verdadeiro delírio sonoro. É assim que eu definiria O Grande Gatsby. As músicas, que vão de Jay-Z a Fergie, não poderiam ter sido melhor escolhidas. Através da música, eu, literalmente, me senti como um dos convidados das festas deslumbrantes de Jay Gatsby. Sério, as músicas estão incríveis! Como não posso colocar todas no link, deixo a minha preferida: Young and Beautiful, da Lana del Rey – e não, ela não canta “morrendo” como algumas pessoas dizem.  Escute aqui 

1º lugar – A Vida Secreta de Walter Mitty (dir: Ben Stiller, 2013)

Como explicar a minha relação com esse filme? Reconheco todos os problemas que ele apresenta, mas tive uma identificação imediata com Walter Mitty, o protagonista da história. Sou tão inseguro, tímido e sonhador quanto ele – e as músicas utilizadas reforçaram esse meu vínculo com o personagem. Só de escutar Stay Alive, de José González, e Dirty Paws, da banda Of Monsters and Men, me arrepio. Duas músicas poderosas, sem sombra de dúvida. Escute-as aqui e aqui

Lista por: Victor Hugo (Kled)

Kled

11º Lugar – Resident Evil: Degeneração(Makoto Kamiya, 2008)

Esse é um dos filmes que eu escolhi por uma música só, que toca nos créditos do filme, mas vale a pena ser mencionada aqui. A música é a “Guilty” da Anna Tsuchiya que é sensacional. Escute aqui.

10º Lugar – Toy Story(John Lasseter, 1995)

A trilha sonora de Toy Story é muito boa, e a versão brasileira da música não fica atrás, Escute aqui.

9º Lugar – Armageddon(Michael Bay, 1998)

Apesar de ter outras músicas boas em sua trilha, principalmente as instrumentais, a música “I Don’t Wanna Miss a Thing” é a que mais se destaca, mesmo só tocando o refrão da música, mas a música dá todo o clima de despedida que a cena pede. Escute aqui.

8º Lugar – 10 coisas que eu odeio em você(Gil Junger, 1999)

A trilha sonora desse filme é muito boa, tem muitas músicas boas e que dão clima ao filme, mas o “can’t take my eyes off you” foi o ponto forte dessa trilha sonora. A cena é divertida e a música ajuda no enredo do filme. Escute aqui.

7º Lugar –  Questão de Tempo(Richard Curtis, 2013)

Com t.A.T.u, The Cure, The Killers e Ellie Goulding, não tinha como esse filme não entrar na lista. Utilizando grandes hits, a trilha sonora de questão de tempo funciona muito bem. Escute aqui.

6º Lugar – Sucker Punch(Zack Snyder, 2011)

Um mundo Surreal com muito Hard Rock, Sucker Punch pode não ter uma história sensacional, assim como abusa de Fã Service, mas a trilha sonora não tem como ser criticada. Escute aqui.

5º Lugar – Guardiões das Galaxias(James Gunn, 2014)

Guardiões das Galaxias reuniu uma boa parte das músicas popular dos anos 70 e adiciona isso ao roteiro, usando-as para dar a sensação nostalgia ao seu protagonista, assim como ao público. Escute aqui.

4º Lugar – A Escolha Perfeita(Jason Moore, 2012)

A história do filme é baseada em disputa de bandas que tocam a Capella e as músicas tocada são muito boas, principalmente a música da final do torneio. Escute aqui.

3º Lugar – A Mentira (Will Gluck, 2010)

O filme reúne algumas das principais músicas de alguns filmes dos anos 80 e adiciona outras músicas mais atuais fazendo um casamento perfeito entre elas. A música “Pocket Full Of Sunshine” foi tão bem empregada ao roteiro, que mesmo eu não gostando muito dela, eu acho um dos pontos fortes da trilha desse filme. Ainda tem a música “Don’t You (Forget About Me)”, já que o filme faz referência aos filmes do John Hughes , porque não utilizar a música do seu filme. Escute aqui.

2º Lugar – Se eu ficar(R.J. Cutler, 2014)

O enredo do filme tem o evolvimento de dois músicos, as músicas tocadas por eles são muito boas. A minha música favorita do filme é a “Today” que mistura o violão com o violoncelo. Escute aqui.

1º Lugar – Mesmo Se Nada Der Certo(John Carney, 2013)

Um dos filmes mais bonitos de 2013 e com uma trilha sonora perfeita e viciante. O Adam Levigne e a Keira Knightly cantando juntos foi genial. A música Lost Stars foi indicada ao Oscar, porém não venceu. Escute aqui.

Lista por: Heloisa Keiko

Heloisa

11º lugar- Peixe Grande e Suas Maravilhosas Histórias (Tim Burton, 2004)
De Buddy Holly a Pearl Jam, a trilha sonora do filme de Tim Burton consegue misturar gêneros distintos e criar uma coletânea original e diferente. A canção original do longa, Man Of the Hour, reflete fielmente o estilo do filme. Escute aqui.

10º lugar- Wall-e (Andrew Stanton, 2008)
Para um filme com tão poucas falas transmitir tantas emoções, só com uma trilha sonora tão brilhante quanto a de Wall-e. A escolha de canções já conhecidas, como La Vie em Rose, permite que o espectador se identifique com os personagens muito intensamente. Fora as músicas originais, como Down To Earth, que possuem características que refletem os elementos do filme, e complementam o enredo de forma brilhante. Escute uma das canções do filme por aqui.

9º lugar- Alice (Tim Burton, 2010)
Alice no País das Maravilhas, de Tim Burton, recebeu um álbum, composto por diversos artistas, com uma trilha que narra trechos do filme. De All Time Low a Plain White T’s, o disco possui características de rock contemporâneo que se encaixam perfeitamente com o estilo do longa. Escute aqui.

8º lugar- Clube dos cinco (John Hughes, 1985)
O que seria da clássica cena final de Clube dos Cinco sem Don’t you forget about me tocando ao fundo? A trilha do filme, composta por diversos artistas, é a grande responsável pela aceleração do ritmo do filme (rs), ao mesmo tempo em que representa fielmente a época em que o longa se passa. Escute aqui.

7º lugar- Tarzan (Chris Buck e Kevin Lima, 1999)
Phil Collins, sob a enorme responsabilidade de escrever uma trilha para uma animação da Disney, executou a tarefa com pleno êxito. As músicas, com ótimas letras e melodias, trazem muita emoção e identidade ao filme, e ganham destaque em muitas cenas que, caso fossem conduzidas por meio de falas, não teriam a mesma intensidade. Escute aqui.

6º lugar- A Invenção de Hugo Cabret (Martin Scorsese, 2012)
A trilha sonora de A Invenção de Hugo Cabret possui os elementos certos para a ambientação do filme no século XX. É como se, ao ouvi-la, fôssemos transportados à Paris da década de 30. Escute aqui.

5º lugar- Valente (Mark Andrews e Brenda Chapman, 2012)
É difícil falar de trilhas sonoras sem citar a Pixar. Valente, por exemplo, possui músicas que se encaixam perfeitamente com o estilo do filme. Com influências da música escocesa, é quase impossível não sentir vontade de largar tudo e viajar para a terra da Merida ao ouvir Touch The Sky, de Julie Fowlis, ou Learn me Right, da Mumford & Sons. Escute aqui.

4º lugar- Senhor dos anéis (Peter Jackson, 2001-2003)
Neste caso em especial, resolvi falar das músicas da trilogia inteira. Os filmes de Peter Jackson baseados na obra de J. R. R. Tolkien têm como característica as belas músicas que tocam durante os créditos finais, e sempre conseguem nos prender nas salas de cinema por um tempo maior. As canções captam com maestria o clima do filme, criando um desfecho perfeito. Escute aqui.

3º lugar- New York, New York (Martin Scorsese, 1977)
Não há como falar em trilhas sonoras sem mencionar New York, New York. Um clássico até hoje, a música de John Kander e Fred Ebb que dá nome ao filme virou um ícone na voz de Liza Minelli e, anos mais tarde, foi imortalizada por Frank Sinatra. Escute uma das canções do filme por aqui.

2º lugar- Mesmo se nada der certo (John Carney, 2014)
Esse é um filme que comecei a assistir sem nenhuma pretensão, e que, no final, acabou entrando pra minha lista de favoritos. E a trilha sonora do longa é o que o torna tão especial, por ser simples e, ao mesmo tempo, trazer tantos sentimentos a quem a ouve. Escute aqui.

1º lugar- Apenas uma vez (John Carney, 2008)
De forma leve e brilhante, John Carney consegue, por meio de sua direção e da trilha sonora composta por Glen Hansard e Markéta Iglová, levar o espectador a outro universo com seus filmes. Falling Slowly, a canção original do longa e que levou o Oscar, é capaz de emocionar até mesmo os mais durões. Carregada de sentimento, harmonia e simplicidade, a trilha não merece outro lugar senão o primeiro da lista. Escute aqui.

Lista por: Matheus Benjamin

Matheus

11º Lugar – As Vantagens de Ser Invisível (Stephen Chbosky, 2012)

Tive que incluir a trilha deste filme na lista porque ela vale por tudo. O próprio livro de Stephen Chbosky que não é tão bacana quanto o filme, mas cita diversas músicas que estão na trilha do filme. Tem Smiths, David Bowie, The Samples e New Order. Ouça aqui.

10º Lugar – Lua Nova (Chris Weitz, 2009)

Eu não poderia em hipótese alguma deixar de citar a importância da trilha de Lua Nova na minha vida. Conheci uma das melhores bandas do mundo (Bon Iver) através dela, quando estava sendo obrigado a ver este filme no cinema no dia da estreia (com aqueles fãs xiitas que ficam gritando em todas as cenas). Valeu a pena por conhecer essa, que é uma das minhas bandas favoritas da vida. A trilha também inclui músicas de Lykke Li, Thom York (do Radiohead), Muse, Band of Skulls, OK Go e Death Cab for Cutie. Ouça aqui.

9º Lugar – As Melhores Coisas do Mundo (Laís Bodanzky, 2010)

Um dos meus filmes favoritos da vida mereceria aparecer nesse Top 11 já que uma música dos Beatles é quase que coadjuvante na história. Something é a composição de George Harrison que Mano, o protagonista do filme, quer aprender de qualquer jeito com seu professor de violão (vivido pelo Paulo Vilhena) pra tocar pra uma garota da escola. O longa vale muito a pena por outras canções que estão inclusas na trilha também como As Melhores Coisas de Arnaldo Antunes e porque a história e os atores são maravilhosos! Ouça aqui.

8º Lugar – Pequena Miss Sunshine (Jonathan Dayton e Valerie Faris, 2007)

A maioria das pessoas associa a música Superfreak de Rick James com o filme por questões obvias. Eu mesmo quando conheci o filme (em algum especial de fim de ano da Globo quando eu tinha uns 12 ou 13 anos) fiquei interessado em ver porque tinha achado a música legal. Além dela a banda DeVotchKa traz suas composições para o filme e o resultado é maravilhoso. Ouça aqui.

7º Lugar – Shrek 2 (Andrew Adamson, Kelly Asbury e Conrad Vernon, 2004)

Quase toda a trilha sonora de Shrek se encontra no meu celular para ser escutada a todos os momentos. Eu já decorei as falas, já decorei as músicas cantadas pelos personagens, ouço sempre a trilha sonora e guardo o filme em um canto especial da vida. A trilha conta com músicas de Pete Yorn, The Eels, Counting Crows e Nick Cave (que tem uma música maravilhosa na trilha de HP7-Parte 1) artistas que conheci por conta do filme. Eu também adoro as músicas Changes (de Butterfly Boucher e David Bowie) e Funkytown (de Lipps, Inc), tocadas em momentos sensacionais do filme. Se você não conhece Shrek 2 (porque sim, eu ignoro completamente os outros) vai correndo assistir! Ouça aqui.

6º Lugar – Boyhood (Richard Linklater, 2014)

O filme acompanha a vida de um garoto desde sua infância até a adolescência. O filme, feito durante 12 anos, com a ajuda de uma trilha sonora bem escolhida deixa a história mais bem contada ainda. As músicas que incluem composições de são tocadas basicamente no momento em que foram lançadas, com exceção, é claro, de algumas mais antigas. O filme abre com Yellow do Coldplay, e só naquela abertura o filme já havia me ganhado. Ouça aqui.

5º Lugar – Solanin (Takahiro Miki, 2010)

Eu já conhecia a banda Asian Kung-Fu Generation (dos animes) antes de ver o filme, mas a música principal executada por eles se tornou uma das minhas bandas favoritas da banda logo depois de assisti-lo. Solanin é carregado de uma boa dose de drama existencial com epifanias e sonhos não concretizados. A trilha reflete muito bem todos esses sentimentos e a música Solanin arremata com tudo isso. A frase Sayonara Nanda (“Isso é um adeus?” em tradução livre) é o ponto alto da canção. Aliás, Solanin é um filme sobre música. Já fiz crítica do filme aqui no site, confira! Ouça a música e veja a cena da apresentação aqui.

4º Lugar – Escola de Rock (Richard Linklater, 2003)

A banda Led Zeppelin aprovou a música The Immigrant Song para a trilha sonora do filme depois de um vídeo gravado pelo elenco durante as filmagens. A cena em que essa música está inserida não seria nada sem essa incrível composição. Todo o agradecimento do mundo pro Led Zeppelin por liberarem essa música. Além dessa cena épica, a trilha ainda conta com músicas de The Who, The Back Keys, Cream, Ramones e das bandas da trama: School of Rock e No Vacancy. Ouça aqui.

3º Lugar – Trainspotting (Danny Boyle, 1996)

Acho esse filme incrível, nojento, viajado, surreal e sensacional. O clima da narrativa é bastante interessante e com a trilha sonora tudo fica ainda melhor. As composições de Iggy Pop marcam o longa (sobretudo Lust For Life, que é sensacional por si só) e, além dele, Blur, Lou Reed, New Order e Pulp ainda trazem músicas incríveis para agregar à atmosfera de realismo surreal (e dadaísta) construída pelo diretor Danny Boyle. Ouça aqui.

2º Lugar – Pulp Fiction (Quentin Tarantino, 1994)

Pulp Fiction é sensacional por si só. Os diálogos são incríveis, os personagens são muito bem construídos e a trama muito bem amarrada. A trilha sonora faz jus a tudo o que filme já tinha e ajuda ainda mais para o seu sucesso. John Travolta como Vincent Veja e Uma Thurman como Mia dançando You Never Can Tell, de Chuck Berry (na cena do milk shake de 5 dólares) é um dos pontos altos do filme (e da trilha). Impossível deixar de fora deste top 11! Ouça (e veja) a cena aqui e ouça a trilha completa aqui.

1º Lugar – Kill Bill volumes 1 e 2 (Quentin Tarantino, 2003 e 2004)

Pois é, Tarantino acabou ocupando as duas primeiras posições da minha lista, mas a trilha de Kill Bill é uma das minhas favoritas. Aliás, até hoje não consigo ver os filmes separadamente. Se eu assistir o primeiro, tenho que obrigatoriamente ver o segundo logo em seguida. A trilha é um show à parte e traz músicas maravilhosas que combinam perfeitamente com o clima criado no roteiro. É claro que o que também mais me marcou na trilha é aquele instrumental da abertura, mas deixaremos para falar disso em uma outra ocasião. Ouça aqui.

MENÇÕES HONROSAS: Não inclui no Top 11, mas a trilha sonora de Os Sem-Floresta (Tim Johnson e Karey Kirkpatrick, 2006) composta por Ben Folds é sensacional e eu amo aquelas músicas. Mais um caso onde por conta da trilha acabei conhecendo uma banda sensacional. E eu adoro as músicas de Inside Llewyn Davis, um filme que merece ser apreciado.



Fã de Nolan, Kevin Smith e Von Trier. Chora em "Toy Story", assiste Grease toda vez que está passando na televisão e tem pavor de filmes com animais falantes. Torce pra a dominação alien sobre a Terra.É cinéfila e nas horas vagas, estudante de direito.