25
dez
2015
Top 5 – Filmes natalinos!
Categorias: Listas Radioativas • Postado por: Matheus Benjamin

Feliz Natal, pipoqueiros. Hoje, dia 25 de dezembro, trazemos os filmes que mais gostamos sobre essa temática. O Natal já inspirou vários cineastas e várias histórias com diversas mensagens e diversos conflitos. Selecionamos então, cada um, seus cinco favoritos que englobam essa data comemorativa que reúne desde conflitos familiares, encontro com amigos, presentes sendo distribuídos, símbolos natalinos bem marcados, o nascimento do menino Jesus, entre outros. Confira e não deixe de comentar qual o seu filme natalino favorito!

Lista por: Maísa Carvalho

5º lugar – O Expresso Polar (Robert Zemeckis,2004)

O Expresso Polar tem tudo que um filme de natal precisa: é lindo,tem espírito natalino, boa trilha sonora e bastante aventura. Mesmo sendo um filme com mais de anos já,é um filme atemporal (como a maioria dos filmes, principalmente animações, natalinos), para qualquer idade e fácil de agradar. Perfeito para uma maratona em família antes da ceia.

4º lugar – Esqueceram de mim (Chirs Colombus, 1990)

Um filme clássico da Sessão da Tarde nessa época do ano, além de dirigido por Chirs Columbus (que sempre terá nosso amor por ter dirigido os dois primeiros filmes da franquia Harry Potter) o filme foi escrito por ninguém menos que John Hughes, grande querido no meio do cinema e indiscutivelmente um ótimo escritor/diretor de filmes para o público jovem. É engraçado, agrada a qualquer público e sem dúvidas, bastante nostálgico.

3º lugar – O Estranho Mundo de Jack (Henry Salick, 1993)

Mesmo com a decaída enorme na qualidade dos últimos filmes de Tim Burton (salvando-se apenas Big Eyes, de 2014), é por filmes como O Estranho Mundo de Jack que ele sempre será um diretor muito querido. A história, macabra como Burton, conquistou crianças e adultos por todo o mundo. Boas músicas, bom roteiro, boa direção e uma idéia original, mantém o filme de Burton até hoje, 22 anos depois, nos especiais de natal do Disney Channel merecidamente.

2º lugar – Simplesmente Amor (Richard Curtis, 2003)

Mesmo não sendo um filme recorrente na Sessão da Tarde, Simplesmente Amor também pode ser considerado um clássico de natal. O filme é um daqueles que combina várias histórias paralelas em um só, estilo feito muito bem em alguns casos (Nova York eu te amo) e muito mal em outros (Idas e Vindas do Amor). As histórias são muito bonitas e relacionáveis com a vida, a trilha é muito boa e o elenco sensacional.

1º lugar – O Natal do Charlie Brown (Bill Melendez, 1965)

Mesmo não sendo exatamente um filme, é um curta ou um especial de natal para a TV, O Natal de Charlie Brown é, sem dúvida, a coisa mais fofa já feita para o natal entre cinema e televisão. É lindo, é emocionante, é fofo, bem escrito e muito nostálgico. Se tem uma coisa que não pode faltar no natal, é o especial do Charlie Brown <3

Lista por: Matheus Benjamin

Matheus

5º Lugar – Simplesmente Amor (Richard Curtis, 2003)

Reunindo diversas histórias em uma só, Richard Curtis traz ao público vários personagens na época do Natal para falar sobre diversos tipos de amor. O amor quando criança, quando jovem, quando adulto, quando quase idoso; pessoas que se conhecem em um trabalho diferente, amigos que se apaixonam, enfim, vários tipos (nem todos, obviamente). Vale a pena ver esse filminho e por isso ele está nesse top.

4º Lugar – Um Herói de Brinquedo (Brian Levant, 1996)

Momento nostalgia. Esse filme sempre passava nas sessões da tarde da vida durante o Natal e eu sempre assistia. Conta uma história simples: um pai deixa para comprar o presente de Natal de seu filho na última hora, um Turbo Man, o brinquedo mais em alta do momento. Para conseguir compra-lo, Arnold Schwarzenegger tem que passar por diversas situações.

3º Lugar – O Estranho Mundo de Jack (Henry Selick, 1993)

Os personagens e a história são de Tim Burton, mas a direção ficou por conta do queridíssimo Henry Selick (de obras igualmente incríveis como James e o Pêssego Gigante e Coraline). O que aconteceria se o pessoal do Halloween quisesse tomar conta do Natal? Partindo dessa ideia conhecemos Jack e sua trupe (incluindo a divíssima Sally, construída por um cientista a lá Victor Frankenstein) que descobrem a Christmas Town e resolvem fazer o Natal daquele ano. É divertido e cheio de músicas bacanas compostas por Danny Elfman (e olha que eu sou chato com musicais).

2º Lugar – Feliz Natal (Selton Mello, 2008)

O primeiro longa que Selton Mello dirigiu é estranho e se passa durante o Natal. Mas não é um filme bonitinho sobre o Natal e sim um conjunto de encontros que são duros e com memórias difíceis de se encarar. Um rapaz tem lembranças que o atormentam e que o afastam de sua família. Na época do Natal todos se reúnem e ele acaba surgindo na festa, onde reencontra seus pais e irmãos. É um filme sensorial, com ótimo elenco e cenas bem construídas, além de ser um experimento de Selton Mello para com o nosso cinema.

1º Lugar – Felicidade Não se Compra (Frank Capra, 1946)

Um dos meus filmes favoritos da vida não poderia ficar de fora desta lista sobre Natal. É um filme delicado, singelo e honesto com seu espectador. Sem falar que passa uma mensagem bastante positiva para a nossa vida. Vale a pena ser visto em qualquer época, mas já que estamos com o espírito natalino no ar, não deixe de aproveitar para assistir!

Lista por: Pedro Bonavita

Pedro

05º Lugar – Esqueceram de Mim (Chris Columbus, 1990)

É um clássico natalino que ocupou as televisões de nossas casas durante toda a década de 1990. Traz Macaulay Culkin no papel do menino “esquecido” pela família durante as festas de Natal. Ótima diversão que pode reprisar anualmente e mesmo assim assistiremos.

04º Lugar – O Estranho Mundo de Jack (Henry Selick, 1993)

Só uma lista natalina pra me fazer colocar um filme de Tim Burton entre os primeiros colocados. Mas todo o visual que contrasta com o espírito natalino me chama atenção. Ah se Burton fizesse somente animação.

03º Lugar – Feliz Natal (Christian Carion, 2005)

Só de ser um filme natalino ambientado durante a primeira guerra mundial já é suficiente pra constar em qualquer lista, mas, além disso, trata-se de um belo filme. Passa uma mensagem de esperança para a humanidade, mostrando que mesmo em momentos difíceis, nós conseguimos encontrar nosso lado bom. Verdadeiro espírito natalino.

02º Lugar – De Ilusão Também Se Vive (George Seaton, 1947)

Conhecido também como “O Milagre da Rua 34” (tradução literal e também título de seu remake), De Ilusão Também Se Vive é um belíssimo filme natalino. Clássico de final de ano, emocionou e ainda emociona todas as gerações.

01º Lugar – Felicidade Não Se Compra (Frank Capra, 1946) 

Não tenho dúvidas de que é o melhor filme natalino. Mesmo filmado em 1946 trata-se de uma obra atemporal. Em toda sua simplicidade, Felicidade Não Se Compra é um filme tocante, por tratar de maneira tocante temas como: ganância, compaixão, amor verdadeiro, etc.. É, sem dúvidas uma obrigação à todos os cinéfilos.



Fã de Miyazaki, Aïnouz, Salles, Mendonça Filho, Von Trier, Thomas Anderson, Haneke e Bergman. Dirigi dois curta-metragens "A-MA-LA" e "Senhor Linux e sua Incrível Barba", ambos pela Pessoas na Van Preta Produções.