23
maio
2016
Cannes 2016: I, Daniel Blake leva Palma de Ouro!
Categorias: Festivais, Notícias • Postado por: Matheus Benjamin

A 69ª edição do Festival de Cannes, que contou com a participação de alguns filmes brasileiros como Aquarius (Kleber Mendonça Filho), Cinema Novo (Eryk Rocha) – premiado com a L’Oeil D’Or (Olho de ouro), honraria entregue ao melhor documentário – e A Moça que Dançou com o Diabo (João Paulo Miranda Maria), que recebeu menção especial do júri na mostra de curtas metragens. Fora de competição o curta londrinense O Canto do Claustro (Gustavo Minho Nakao) também integrou o festival.

Cineasta Ken Loach, premiado com a Palma de Ouro de Melhor Filme. (Foto por David Fisher/REX/Shutterstock).

Na noite do dia 22 de Maio, durante a cerimônia de premiação, o longa inglês I, Daniel Blake, foi o grande premiado da noite com a Palma de Ouro. Confira os vencedores do Festival em 2016:

EM COMPETIÇÃO

Palma de Ouro: I, Daniel Blake“, de Ken Loach (Reino Unido)

Grande Prêmio: “Juste la Fin du Monde“, de Xavier Dolan (Canadá)

Melhor Direção: Olivier Assayas, por “Personal Shopper” (França)

Melhor Atriz: Jaclyn Jose, em “Ma’ Rosa” (Filipinas)

Melhor Ator: Shahab Hosseini, em “Forushande” (Irã)

Melhor Roteiro: Asghar Farhadi, por “Forushande” (Irã)

Prêmio do Júri: “American Honey“, de Andrea Arnold (Reino Unido, EUA)

Xavier Dolan premiado com o Grande Prêmio do Júri por “Juste la Fin du Monde”. (Foto por Alberto Pizzoli e France Presse)

OUTROS PRÊMIOS

Câmera de Ouro: Primeiro Longa-Metragem “Divines“, de Houda Benyamina (França)

Palma de Ouro (Curta-Metragem): “Timecode“, de Juanjo Giménez (Espanha)

Menção Especial: “A Moça que Dançou com o Diabo”, de João Paulo Miranda Maria (Brasil)

Palma de Honra: Jean-Pierre Léaud

Olho de Ouro: “Cinema Novo“, de Eryk Rocha (Brasil)

Ganhadora da Câmera de Ouro Hounda Benyamina, diretora do longa “Divine”. (Foto por Valery Hache e France Presse).

UN CERTAIN REGARD

Prêmio Un Certain Regard: “The Happiest Day in the Life of Olli Mäki“, de Juho Kuosmanen (Finlândia, Alemanha, Suécia)

Prêmio do Júri: “Harmonium“, de Fukada Kôji (Japão, França)

Melhor Diretor: Matt Ross, por “Captain Fantastic” (EUA)

Melhor Roteiro: Delphine Coulin e Muriel Coulin, por “The Stopover” (França, Grécia)

Prêmio Especial: “The Red Turtle“, de Michael Dudok de Wit (França, Bélgica)

Fonte: Variety



Fã de Miyazaki, Aïnouz, Salles, Mendonça Filho, Von Trier, Thomas Anderson, Haneke e Bergman. Dirigi dois curta-metragens “A-Ma-La” e “Senhor Linux e sua Incrível Barba”, ambos pela Pessoas na Van Preta.