19
maio
2016
Novo filme de Lars Von Trier tem detalhes revelados!
Categorias: Notícias • Postado por: Raphael Cancellier

O cineasta dinamarquês Lars Von Trier (Melancolia, 2011; Ninfomaníaca, 2014) está se preparando para começar seu novo projeto. O suspense The house that Jack built começa a ser filmado em agosto. Situado em Washington, a produção conta sua história sob a perspectiva de um serial killer, durante o período de 10 e 12 anos.

Mandatory Credit: Photo by Picture Perfect/REX/Shutterstock (3553568g) Lars Von Trier 'Nymphomaniac: Volume I' film photocall, 64th Berlinale International Film Festival, Berlin, Germany - 09 Feb 2014

O diretor é considerado persona non grata no Festival de Cannes após declarar que compreende Adolf Hitler

Orçado em 8,7 milhões de euros, a obra foi pensada originalmente no formato de série para TV, porém, em fevereiro, Von Trier descartou a ideia e decidiu transformá-la em filme, que tem coprodução entre França, Alemanha, Suécia e Dinamarca. As gravações se iniciarão em Trollhättan/Vänersborg e Copenhague.

O elenco traz atores americanos e europeus – dois personagens masculinos e quatro femininos, todos de grande importância para a história. The house that Jack built será produzido pela Zentropa, com o financiamento da Film i Vast. Os direitos de venda internacional são da TrustNordisk.

“Vai ser um filme de serial killer como você nunca viu antes. Ele (Von Trier) quer ser capaz de mudá-lo entre os períodos de filmagem, quando o filme já tiver corpo. Então ele irá editá-lo e ver como pode combinar os assassinatos” – revela Louise Vesth, produtora da Zentorpa, à Variety, durante o Festival de Cannes.

“Serão cinco incidentes (casos de homicídio) e, em seguida, o filme terá digressões para ligar as histórias, da forma como aconteceu em Ninfomaníaca (2014, Von Trier)” – completa Vesth.

The house that Jack built tem previsão de estreia em 2018.

Fonte: Variety

 



Futuro roteirista de TV e cinema, assisto de tudo, sem preconceitos, e procuro prestar atenção na forma como a história é contada. Sou apaixonado pelo cinema brasileiro contemporâneo, mas também sou Disneymaníaco. Meus diretores preferidos são Almodóvar, Gabriel Mascaro, Tarantino, Aïnouz, Von Trier e Sofia Copolla.