21
abr
2017
Netflix Radioativa 2# – “Delirium” e “Caçadores de Trolls”
Categorias: Netflix Radioativa • Postado por: Marcelo Silva

É a você, que ama ver bons filmes e séries nos finais de semana, que nós dedicamos a segunda edição da coluna Netflix Radioativa! Se na semana passada indicamos o pesado drama sul-coreano Hope, agora é hora de falar de uma comédia leve que é perfeita para quem quer desligar o cérebro e curtir umas gargalhadas por algum tempo. Já a série de hoje é uma produção animada que traz o último trabalho de Anton Yelchin, ator que morreu precocemente ano passado. E tudo isso está lá, na Netflix! Confira:

Filme

Pastelão, divertido, descompromissado, absurdo. Esses quatro adjetivos descrevem perfeitamente Delirium, comédia argentina dirigida por Carlos Kaimakamian Carrau e lançada em 2014. Na história, Federico (Miguel Dileme), Martín (Ramiro Archain) e Mariano (Emiliano Carrazzone) são três amigos que estão cansados de suas vidas e querem encontrar um jeito de ganhar dinheiro fácil. É então que o grupo decide fazer um filme. A responsabilidade aumenta quando eles conseguem enganar  e convencer o grande astro Ricardo Darín (interpretado, obviamente, por Ricardo Darín) a participar do projeto. O problema é que o trio não tem a menor noção de cinema e as filmagens acabam se tornando um desastre que se espalha pelo país inteiro.

Sem se levar a sério em momento algum, Delirium é aquele tipo de comédia que sabe usar as as situações malucas de sua trama para arrancar boas risadas do espectador. Parodiando a si mesmo, Darín parece divertir-se ao extremo nesse filme. Quem está acostumado a ver o ator em longas como O Segredo dos Seus OlhosRelatos Selvagens, pode até estranhar a presença dele em um projeto tão despretensioso como esse. Apesar do roteiro preguiçoso (o terceiro ato, por exemplo, é feito às pressas, de modo a deixar a narrativa sem uma resolução), a comédia do diretor Carlos Kaimakamian Carrau pode ser uma boa opção para quem quer se distrair por uma hora e meia.

Série

Criada pelo aclamado cineasta Guillermo Del Toro e produzida pela DreamWorks, Caçadores de Trolls é uma série animada de 26 episódios – e que recentemente teve a sua segunda temporada confirmada!

A série é protagonizada por Jim, um garoto de 15 anos que vive sua vida comum e monótona entre ir à escola, ajudar nas tarefas domésticas e passar um tempo com seu melhor amigo. Um dia, ele descobre um artefato místico que o torna uma entidade conhecida como o Caçador de Trolls, uma pessoa responsável por mediar os conflitos da realidade humana com o mundo mágico, especialmente na questão entre as criaturas boas e más. Ao seu grupo, se juntam dois trolls (Blink, um muito inteligente que possui a habilidade de virar humano, e AAARRRGGHH!!!, que faz o papel de ser fisicamente o mais forte) e Claire Nuñez, o interesse amoroso de Jim.

Apesar de trazer uma história absolutamente clichê, Caçadores de Trolls diverte e consegue conquistar até mesmo o mais carrancudo dos corações. Uma animação que, com certeza, terá seu lugar marcado não só pela sua excelente qualidade técnica, mas também por ser o último trabalho de Anton Yelchin, o eterno Pavel Chekov da nova série de filmes Star Trek. Kelsey Grammer, Lexi Medrano, Charlie Saxton e Fred Tatasciore também estão entre os dubladores.

Aproveite para ler também:

Netflix Radioativa 1#: “Hope” e “Lovesick”

Livro e Filme: Scott Pilgrim Contra o Mundo!

Grandes Cenas do Cinema #4: O Rei Leão

Pipoca Clássicos: Pacto de Sangue



Quem sou eu? Uma mistura de Walter Mitty com Forrest Gump. Um cara que tem vontade de fazer tudo o que Mark Renton fez em Trainspotting. Um cinéfilo que tem a certeza de que a vida não seria a mesma se não existisse o cinema. Diretor preferido? Assim fica difícil: amo de Zé do Caixão a Stanley Kubrick!