Equipe

Conheça nossa equipe:

Maratoneira oficial. Doida das séries e dos musicais. Apaixonada por Disney e apreciadora do terror fantástico. Tudo o que me fizer sair das leis da realidade eu to aceitando. Estudo cinema 7 dias por semana. Ainda há de chegar o dia que terei criatividade com palavras.

Não lembro de uma época em que os filmes ou a TV não fossem parte da minha vida. Considero o Cinema mais do que entretenimento, uma das mais completas formas de arte e de registro da humanidade. Estudante de Cinema e Audiovisual. Dentre os diretores/roteiristas favoritos estão: François Ozon, Lars Von Trier, Michael Haneke, Satoshi Kon e Vincent Minneli. Sem vergonha de gostar de consumir/discutir cultura pop, viciada em “The Big Bang Theory”, alguns reality shows (Master Chef, The Bachelor) e séries coreanas.

Sou bacharel em História pela Universidade de São Paulo e atualmente curso Cinema na Faculdade de Artes do Paraná. Tenho 23 anos. Essas informações não significam nada, só estou aqui por ser amigo do Matheus Benjamim. Meus gostos são bem voláteis, mas atualmente meus diretores favoritos são Orson Welles, Paul Thomas Anderson e Yorgos Lanthimos. As vezes eu fico meio rabugento quando escrevo, então peço que relevem.

Gosto de todos os gêneros cinematográficos e estou sempre aberto para conhecer novos diretores. Dentre os meus preferidos estão Woody Allen, Kubrick, Hitchcock e David Fincher. Sou estudante de Música, e não consigo passar um dia sem assistir um filme.

22 anos estudante de Ciências Sociais, cinéfilo apaixonado, leitor compulsivo, fascinado por Rock Alternativo (música em geral) e apreciador de cerveja barata. Descobri desde cedo o poder imersivo das artes na vida de uma pessoa, e desde então sigo nessa linha tênue entre prazer e compulsão. Fã de cinema alternativo, independente e dos grandes mestres do horror. Influência: de David Lynch a Godard, mas sem nunca se esquecer da simplicidade de uma boa comédia.

Apaixonado por filmes e doces, sou o tipo de pessoa que acredita fortemente no potencial de transformar vidas do cinema. Diretor preferido? Até hoje não cheguei a uma conclusão, já que assisto de tudo – de Stanley Kubrick a José Mojica Marins, o eterno Zé do Caixão. Como sonhar não custa nada, torço para que o Pipoca Radioativa seja o início da minha futura carreira como crítico de cinema!

Fã de Miyazaki, Villeneuve, Aïnouz, Salles, Mendonça Filho, Von Trier, Thomas Anderson, Haneke e Bergman. Dirigi dois curta-metragens “A-Ma-La” e “Senhor Linux e sua Incrível Barba” e produzi outros tantos, entre eles “Alice.”, pela Pessoas na Van Preta.

Sou fascinado por cinema desde que vi uma exibição de “Taxi Driver” sem ter ideia do que o filme se tratava, ou seja, a curiosidade me move. Logo depois descobri filmes do Kubrick que até hoje são meus favoritos, e mais tarde, Ingmar Bergman. Um dia pretendo cursar Cinema e Filosofia, enquanto não chego lá, tento ocupar o tempo livre com tanta coisa que comecei a escrever sobre cinema.

Fã alucinado da sétima, oitava e nona arte, decidi me aprofundar em seus conhecimentos ao entrar na faculdade. Faltando pouco menos de 1 ano para a formatura, espero sempre o melhor filme possível.

Lorde Vampírico e Geográfico das trevas, ex-ditador dessa pocilga, aspirante a escritor e a web-designer, twilighter, beatlemaniaco, parawhore, narniano e, é claro, cinéfilo. Hoje me resumo à vice-presidente do site. Amém irmãos? Amém.